Arquivos do Blog

Telhados com caixas de leite

P1140051Depois de higienizadas e costuradas, embalagens de leite longa vida são transformadas em subcoberturas: solução econômica e ecológica

Que tal transformar caixinhas de leite longa vida, ainda pouco valiosas para a reciclagem, em matéria-prima para subcoberturas de telhados? Pois essa idéia foi apresentada há poucos dias em um programa de televisão e imediatamente colocada em prática por um guarulhense.

Aprenda aqui algumas técnicas de como montar uma placa: http://www.sempresustentavel.com.br/solar/refletsol/refletsol.htm

A reciclagem está presente na atualidade, não apenas pelo aspecto econômico, mas também pela questão ecológica. Não faz sentido jogar junto com o lixo orgânico materiais que possam ser reaproveitados ou transformados. Aos poucos, as tecnologias vão avançando e são descobertas novas formas de reutilização. O Brasil é recordista em reciclagem de latas de alumínio, atingindo 97% de reaproveitamento.

Também já há várias utilidades para as garrafas PET, que entopem tubos e causam enchentes, e agora têm algum valor comercial. Porém, embora o leite longa vida seja amplamente consumido pela população, suas embalagens têm baixo valor comercial porque, por serem compostas de vários materiais, não eram de fácil reciclagem.

Após assistir a uma reportagem na TV, José Donizete, gerente operacional da Caçula Reciclagem, empresa que tem sede própria no Jardim Lenize, em Guarulhos, fez vários testes e comprovou que é possível transformar caixinhas de leite em mantas para subcobertura de telhados, como uma alternativa às mantas convencionais, que vêm sendo aplicadas em grande parte das novas construções.

Por ter uma face aluminizada, a caixa de leite mostrou-se perfeita para exercer a função da manta, com a vantagem de ser uma solução ecológica, que pode contribuir muito para que esse material não seja mais jogado no lixo. Com a manta, a casa fica mais confortável porque funciona como isolante térmico, refletindo o calor para cima; evita goteiras e respingos, além da sujeira que entraria pelo telhado. A manta é colocada sobre o madeiramento e sob as telhas. Cada metro quadrado de manta consome 20 caixinhas, o que permitirá um custo bastante inferior ao das mantas industrializadas. Donizete explica que as embalagens passam por uma higienização e são costuradas, o que também irá gerar trabalho e renda para famílias da periferia.

Contatos estão sendo mantidos com lojas de materiais de construção para a comercialização do novo produto. No momento, a Telha-Ton já está aceitando encomendas das mantas ecológicas produzidas pela Caçula Reciclagem. A matriz fica na rua Dezesseis (futura Transguarulhense), 01, Parque Continental e atende pelos telefones 11 6451-6336 e 11 6452-3929.

fonte: www.olhao.com.br

 

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.