Arquivos do Blog

Como fazer parede de pneu

Paredes com pneus velhos

Nas montanhas altas e frias do Chile alguns residentes acharam um meio de construir uma casa que é barata e confortável. O material de construção usado foi pedra local (prontamente disponível), pneus reciclados (também prontamente disponíveis e grátis), vigas de madeira e uma quantia pequena de cimento. Sendo feita de material reciclado a construção de paredes com pneus reciclados é ideal para pessoas que têm acesso a poucos recursos, mas podem dispor de mais tempo para construir a própria casa.

 

AS VANTAGENS DA CONSTRUÇÃO COM PNEU RECICLADO:

  • Saúde pública: a disposição de pneus velhos é de interesse e importância para a saúde, especialmente em áreas tropicais onde os pneus rapidamente podem criar ambientes favoráveis para proliferação de mosquitos. Incorporando os pneus na construção, este problema será totalmente evitado.
  • Contaminação da atmosfera: um método comum de disposição dos pneus é a queima dos mesmos. Esta prática não é oficialmente permitida por causa da contaminação severa da atmosfera, entretanto ainda é uma prática comum, pois evita a criação de mais habitat de mosquitos, especialmente em áreas onde a Febre Amarela e a Dengue apresentam sérios problemas de saúde. Novamente, o uso de pneus dentro das paredes de edifícios evitará tal problema.
  • Baixo custo: sendo feita essencialmente de terra e material que normalmente será jogado fora, a estrutura principal da casa será eficiente e de baixo custo. Entretanto, o método exigirá trabalho intensivo. Uma solução ideal para comunidades com baixo acesso de recursos.
  • Estruturalmente forte e flexível: as paredes grossas são compostas de pneus enchidos com terra e socadas até que os pneus comecem a se deformar. Camadas subseqüentes moldam esta deformação, formando um cadeado mecânico poderoso. Além do mais o peso das paredes criará uma estrutura forte e estável. Paredes retas são fáceis de construir, mas com este método de construção, paredes circulares ou curvas serão igualmente simples e fáceis de construir.

 

MÉTODO BÁSICO DE CONSTRUÇÃO

As paredes têm muito contato com a terra devido a sua largura. Se a terra local for basicamente estável, não será necessária a utilização de fundações de concreto. As filas iniciais de pneus podem ser colocadas diretamente na terra (menos vegetação!). Cada pneu será cheio com terra e esta será compactada dentro de toda cavidade do pneu. Este enchimento continuará até os pneus começarem a se deformar e se expandir (para cima). Os pneus das filas de cima serão cheios até se deformarem e se encaixarem uns nos outros, criando uma ligação mecânica forte dentro das camadas subseqüentes.

Para criar uma superfície mais lisa e evitar o consumo excessivo de massa no enchimento das lacunas entre os pneus.Uma camada final de gesso pode produzir uma superfície lisa e limpa.

Manual em Power point: manual-de-construcao-c-pneu

 

Anúncios

Construções Ecológicas

As casas ecológicas já vêem sendo construídas ao longo dos anos. Novas técnicas e reaproveitamento de diversos materiais erguem belas casas, resistentes, confortáveis, aconchegantes, adaptadas para captação de energia e água, além do preço bem inferior !!

Eu acredito que os novos modelos de habitações sustentáveis são o AGORA e o futuro. Se você não quer mais participar da construção civil, esta é uma boa opção.
Para termos bons resultados na construção de uma ECO-CASA, temos que fazer um projeto da mesma, levando em conta alguns aspectos importantes e onde todas as necessidades sejam atendidas.
  1. Onde vai ser construída?
  2. Qual é a posição de ventos fortes e chuvas?
  3. Qual é a posição do sol?
  4. Para que função vou destinar a obra?
  5. Qual é a minha verba para a construção?
  6. De que material irei construir?
Por enquanto, desfrutem das belas construções a seguir……

 

CASA DE PAU-A-PIQUE

pau-a-pique

pau-a-pique

 

CASA DE ADOBE

adobe1

adobe1

ADOBE

 

CASA DE COB

COB

COB 1

 

CASA DE BAMBU

BAMBU

 

CASA DE PNEUS

PNEUS

 

CASA DE SOLO CIMENTO

SOLO CIMENTO

 

SOLOCIMENTO1

 

Fotos: IPEMA